Sobe para cinco o número de mortos por febre amarela no estado

Rio – A subsecretaria de Vigilância em Saúde da Secretaria de Estado de Saúde informou nesta quinta-feira, que subiu para cinco o número de mortos por febre amarela no estado este ano. O número de casos confirmados também aumentou, já são 13 os diagnosticados com a doença. Os novos casos foram registrados em Teresópolis, Nova Friburgo, Petrópolis, na Região Serrana, e também em Valença e Miguel Pereira, no interior do estado. 

Entre os mortos, está o adolescente Luiz Fernando Valente Rodrigues que teve morte cerebral nesta quarta-feira. O jovem de 17 anos teve o diagnóstico de febre amarela confirmado nesta quinta-feira pela pasta. Ele, que era morador de Miguel Pereira, foi o único caso da doença registrada no município.

Luiz Fernando foi internado no hospital São Francisco na Providência de Deus, na Tijuca, na Zona Norte do Rio. Mas inicialmente, recebeu atendimento médico no Hospital de Volta Redonda antes de ser transferido para a capital fluminense com a suspeita de hepatite aguda. 

Nesta quarta-feira, a secretaria confirmou a morte de um macaco infectado por febre amarela em Niterói, na Região Metropolitana do Rio. Este é o primeiro animal morto por causa da doença no estado em 2018. Ele foi encontrado há 10 dias no Fonseca. Os macacos não transmitem o vírus e tais casos servem como alerta à população.

A Secretaria de Estado de Saúde do Rio vai promover, no próximo dia 27 de janeiro, a partir das 9h, o Dia D de vacinação contra a febre amarela. Todos os 92 municípios do estado vão participar. Segundo a secretaria, objetivo da campanha é chamar a atenção da população para a importância de se imunizar contra a doença. 

FONTE: O DIA online