‘Único jeito de pagar em dia’, diz Picciani sobre venda da Cedae

Rio – O presidente da Alerj, Jorge Picciani (PMDB), voltou a defender nesta quarta-feira o projeto de venda da Cedae para que o Rio obtenha garantia de empréstimo de R$ 3,5 bilhões. O parlamentar disse ainda que o crédito é a única forma de o estado conseguir pagar o funcionalismo.

“É a única possibilidade que o estado tem de colocar os salários dos servidores em dia. Não tem outra matéria a ser discutida rapidamente. A única maneira é esta, que garante o plano de recuperação fiscal de R$ 62 bilhões ao longo de 2017 a 2019”, declarou Picciani, dizendo que o Rio precisa “encontrar a paz”.

Para o parlamentar, a votação na terça-feira deve ocorrer até a noite. O projeto recebeu 209 emendas e sofre duras críticas de deputados e do funcionalismo. “Imagino que vai durante o dia todo, provavelmente até a noite para que a gente consiga votar a garantia para o pacote da recuperação fiscal”, afirmou.

Maioria na Casa

Ainda de acordo com Picciani, a sessão dos vetos desta quinta-feira mostrou que o governo está com maioria na Casa. “A base demonstrou hoje, por 44 a 14, ao respaldar o encaminhamento que a presidência deu no processo de votação, que é majoritária Demonstrou no dia de ontem, ficando até as 22h, que tinha voto suficiente que a oposição não conseguiu. A base tem mais de 36 votos. Como os vetos foram mantidos ou derrubados por orientação do líder do governo, portanto, a base é majoritária neste momento”, completou.

FONTE: O DIA online