Servidora ativa critica governo: ‘Me sinto humilhada. Perdemos a nossa dignidade’

Com a voz rouca e exausta, a servidora Ana Maria Pereira, de 53 anos, não esconde a tristeza diante da situação que tem vivido desde o início de 2015. Funcionária ativa da Saúde, a técnica de enfermagem, hoje deslocada para uma função administrativa, sofre com o parcelamento dos cerca de R$ 1.700 que recebe mensalmente.

— Estou me sentindo humilhada, depois de tantos anos de trabalho de dedicação exclusiva ao Estado. Esse é um processo de destruição dos servidores públicos. Perdemos a nossa dignidade. Não consigo nem dormir pensando em como vou fazer para administrar minha vida diante dessa situação de calamidade pessoal — diz a servidora.

A situação de Ana hoje é a seguinte: são R$ 7.000 em dívidas e menos de R$ 10 na conta corrente. Ela vive, hoje, com a ajuda de amigos e de outros servidores. A ceia de Natal, por exemplo, será possível por meio de doações:

— Ganhei duas cestas que foram doadas. Para voltar para casa, consegui R$ 20 emprestados para um táxi, pois não conseguiria carregar as cestas. Vou levando a vida. Esperando que alguém ou alguma coisa faça algo. Sempre na luta. Se não fosse as doações, não sei o que seria de mim.

FONTE: EXTRA.GLOBO.COM