Salário de junho do funcionalismo estadual estará na conta no próximo dia 13

Rio – Mais uma vez, o salário de junho do funcionalismo estadual do Rio será pago no prazo determinado em calendário oficial, que é o 10º dia útil seguinte ao mês trabalhado, ou seja, na próxima sexta-feira (dia 13). Segundo fontes do Executivo, o governo pretendia antecipar alguns depósitos, assim como ocorreu com os vencimentos de abril. No entanto, até o fechamento desta edição, não havia a confirmação do adiantamento, mas sim da quitação dentro do cronograma.

Em relação ao desconto previdenciário, ainda deverá incidir sobre os salários a alíquota de 14% e não a de 11%. Isso porque para a redução do percentual — conforme determinou o Órgão Especial do Tribunal de Justiça (TJ-RJ) em sessão na segunda-feira — é necessária a notificação do governo. E, ontem, a Secretaria Estadual de Fazenda informou que “ainda não havia sido notificada”. Sobre o depósito dos vencimentos, a resposta oficial da pasta é de que estava concentrando esforços para quitá-los no prazo.

RETOMADA DE CALENDÁRIO

Após os funcionários ativos, aposentados e pensionistas enfrentarem atrasos salariais por dois anos (2016 e 2017), o governo vem pagando, desde janeiro de 2018, os vencimentos em dia, conforme o novo calendário. O 13º salário de 2017, porém, foi quitado em 24 de abril deste ano.

Agora, as categorias reivindicam a retomada do calendário antigo de pagamentos, quando o prazo para quitar os salários era o 2º dia útil. Mas o governador Pezão não vê essa possibilidade.

Eleições para Conselho do Previ-Rio

Estão abertas, até o próximo dia 23, as inscrições para a eleição dos integrantes do Conselho de Administração do Instituto de Previdência e Assistência (Previ-Rio) para o biênio 2018/2020. Os servidores interessados devem ir na sede da Subsecretaria de Serviços Compartilhados. Podem participar ativos, aposentados e pensionistas, com pelo menos 36 meses de contribuição, mais de 21 anos e sem sanção disciplinar.

Pagamento de auxílios

O Previ-Rio pagou ontem cerca de R$ 700 mil em pecúlio e outros R$ 135 mil em auxílio-funeral, deferidos a beneficiários nos meses de maio e junho. O instituto informou o depósito também de outros auxílios como bolsa de estudo (R$ 53 mil); auxílio-medicamento (R$ 50 mil) e auxílio-natalidade (R$ 29 mil); auxílio-moradia (R$ 12 mil)e auxílio-adoção (R$ 6 mil).

 Servidores federais fazem ato hoje no Congresso

As categorias do funcionalismo federal vão se concentrar a partir das 9h de hoje no Anexo II da Câmara dos Deputados em um ato em prol do setor público. O objetivo é pressionar os parlamentares a vetarem os artigos do Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (PLDO): um corta gastos públicos e outro impede reajustes. O texto deve ser votado hoje pela Casa.

FONTE: O DIA online