Rioprevidência zera déficit previsto para 2019

Para quitar aposentadorias e pensões, autarquia não precisará de aporte do Tesouro

O déficit previdenciário do Estado do Rio previsto para 2019 foi zerado. Ou seja, o Rioprevidência vai terminar 2019 pagando aposentadorias e pensões sem precisar de complemento do Tesouro. A informação é do presidente da autarquia fluminense, Sérgio Aureliano.
Aureliano disse ainda à Coluna que vem trabalhando na gestão do fundo para que o mesmo desempenho se repita em 2020. Ele destaca a importância de se manter a atual regra de partilha dos royalties e afastar o risco de o STF não garantir isso — como a Coluna informou em 25 de agosto.
Além disso, o gestor cita as negociações que faz com investidores estrangeiros. Essas tratativas são para conseguir a redução dos juros que a autarquia tem que pagar pela famosa Operação Delaware. A transação financeira, feita nos Estados Unidos por outra gestão em 2014, antecipou mais de R$ 9 bilhões em receita de royalties. Mas gerou despesa de mais de R$ 25 bilhões ao longo do tempo.
FONTE: O DIA online