Picciani pode convocar sessão domingo para discussão de venda da Cedae

Rio – O presidente da Alerj, Jorge Picciani (PMDB), disse nesta quarta-feira que poderá convocar sessão extraordinária no sábado e, se necessário, no domingo, para discussão do projeto de venda da Cedae. O parlamentar afirmou ainda que não haverá nenhum adicional aos deputados nestes dias.

Como a coluna informou na edição desta quarta-feira, os deputados de um bloco oposicionista ao projeto de venda da Cedae estão obstruindo a pauta para adiar o quanto podem a data de discussão do texto que trata sobre a companhia.

Hoje, são discutidos na Alerj os vetos feitos pelo governador Luiz Fernando Pezão a projetos aprovados na Casa em 2016. A estratégia dos parlamentares está sendo debater longamente cada veto, o que acaba empurrando a discussão do projeto da Cedae.

Em decorrência disso, Picciani já convocou três sessões extraordinárias para hoje, de 19h às 22h; amanhã, das 8h às 14h; e sexta-feira, das 8h às 14h.

“Se não for possível (discutir a Cedae) amanhã (quinta-feira), pela questão do veto, teremos sessão extraordinária amanhã e sexta-feira. E se não terminar (a discussão dos vetos), convocamos no sábado. E se não terminar, no domingo, sem nenhum tipo de ônus para a Assembleia. Eles terão que vir trabalhar sem nenhum tipo de adicional”, declarou Picciani.

A venda da Cedae é colocada como o meio para o Estado do Rio obter empréstimo de R$ 3,5 bilhões. Esse crédito é para pagar o décimo terceiro do funcionalismo e mais uma folha salarial (que seria complementada com verbas do Tesouro Estadual)

FONTE: O DIA online