Pezão diz que governo trabalhou no Carnaval para buscar receita do 13º

Rio – O que antes era uma expectativa se confirmou: o salário de janeiro entrará amanhã na conta de todo o funcionalismo estadual do Rio. Fontes do Palácio Guanabara já haviam garantido à Coluna que o depósito seria feito em 16 de fevereiro décimo dia útil , mas só ontem o governo divulgou oficialmente a data. Agora, o foco do estado é no acerto do que falta do 13 de 2017. 

Os vencimentos de janeiro serão quitados para 461.816 servidores ativos, inativos e pensionistas de todas as categorias. Será depositado o valor líquido de R$ 1,682 bilhão, segundo o estado.

Desta vez, o depósito dentro do prazo estipulado em calendário do governo será feito sem auxílio de recursos extras. Ou seja, apenas com verbas da arrecadação tributária. Desde que a crise estourou, o estado só havia conseguido pagar em dia com a ajuda de empréstimo a exemplo do salário de dezembro, quitado em 15 de janeiro , ou outra operação, como a venda da folha.

Royalties ‘no Carnaval’

Já o acerto do que falta do 13º de 2017 ainda não tem previsão de data e o funcionalismo vem cobrando o pagamento. O abono está pendente para 167.111 ativos, aposentados e pensionistas, em um total de R$ 1,1 bilhão.

O governo espera a antecipação de receitas de royalties e participações especiais para quitar o restante do 13º. E, segundo o governador Luiz Fernando Pezão, o governo vem atuando para conseguir a antecipação da operação. Ele disse ainda que o trabalho não parou no Carnaval. 

“Vamos pagar (janeiro) com arrecadação própria. E estamos trabalhando para a realização da operação da securitização dos royalties. O mercado não parou de segunda a quarta-feira no exterior”, declarou Pezão.

FONTE: O DIA online