Mesmo com bloqueio, Pezão quer quitar salário de janeiro do servidor até o dia 17

Caso nenhum novo bloqueio seja feito pela União a partir da próxima semana — nesta haverá a cobrança de R$ 86,6 milhões —, o governo do Rio tem a esperança de antecipar a quitação do salário de janeiro dos servidores que não receberam seus vencimentos de forma integral. Segundo o governador Luiz Fernando Pezão, há esperança de encerrar a dívida antes do dia 22 de março, como está previsto no calendário anunciado pelo Palácio Guanabara.

— Será sempre difícil (quitar os salários) sem a aprovação das medidas fiscais. Mais dia 17 eu termino janeiro de todo mundo — disse Pezão.

Anteontem, o Palácio Guanabara apresentou um novo cronograma de pagamento. Ontem, por exemplo, a segunda parcela de janeiro (de um total de seis) foi paga normalmente. Os próximos depósitos estão previstos para os dias 13,15, 21 e 22 de março, mas podem ser alterados, segundo Pezão.

Ontem, o governador confirmou ao EXTRA que vai pagar o salário de fevereiro de ativos, inativos e pensionistas da Segurança, além de ativos da Educação, no dia 14, antes de encerrar a folha de janeiro. A decisão foi criticada pelos servidores. A previsão é que o gasto com Segurança e Educação fique próximo de R$ 1 bilhão. Já a dívida que resta sobre janeiro é inferior a R$ 400 milhões.

FONTE: EXTRA.GLOBO.COM