Fasp pedirá arresto das contas do Rio ao STF

Rio – A Justiça do Rio determinou nesta terça-feira a busca e apreensão da folha de pagamento de março e abril dos servidores estaduais do Executivo na Secretaria de Fazenda e Planejamento. O pedido foi feito à 8ª Vara de Fazenda Pública pelo advogado Carlos Jund, da Federação das Associações e Sindicatos dos Servidores do Rio (Fasp).

Com isso, Jund irá ao Supremo Tribunal Federal (STF) pleitear o arresto das contas do estado para pagar 208 mil funcionários do Executivo que até hoje esperam o crédito de março.

O advogado ressalta que esse grupo de funcionários não está recebendo o mesmo tratamento que os dos outros Poderes. Enquanto os servidores do TJ-RJ, Alerj, Ministério Público e Defensoria Pública já receberam seus salários de abril, 208 mil funcionários do Executivo agonizam sem pagamento e previsão do crédito.

O STF determinou, no fim de abril, o confisco de mais de R$ 200 milhões dos cofres estaduais para pagar o Judiciário Fluminense. O TJ-RJ deu decisão de arresto também para a Defensoria Pública e Alerj. Agora, a Fasp buscar o mesmo direito aos servidores do Executivo.

FONTE: O DIA online