Consultor de segurança de Witzel é alvo de operação contra crimes de extorsão

Um dos consultores de segurança do governador do Estado do Rio, Wilson Wiltzel, identificado como Flavio Pacca Castelo Branco, é um dos alvos de uma operação da Corregedoria da Polícia Civil e o do Ministério Público (MPRJ), que ocorre na manhã desta quinta-feira, contra policiais civis acusados de praticarem o crime de extorsão.

Essa é a terceira fase da operação Quarto Elemento. Além de Flavio Pacca, há mandados de prisão contra os policiais civis Ricardo Canavarro, que já está preso, Helio Ferreira Machado e Tiago Pereira.

Os quatro policiais são acusados de participar de um esquema de extorsão contra um dono de uma oficina em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, em julho de 2017. Segundo o G1, o grupo levou o homem até a 52ª DP (Nova Iguaçu) para tentar obter R$ 10 mil pela liberação do suposto suspeito.

Um dos policiais já havia pedido a esse informante que passasse nomes de bons alvos para o que eles chamavam de “botes”. Na ocasião, foram até o local após a ajuda de um informante, que contou sobre a possibilidade de um “gato” de luz e água na oficina. Com informação, os policiais foram praticar a extorsão no bairro Valverde, em Nova Iguaçu.

Na oficina de veículos, eles encontraram um “gato de água” e um veículo Siena roubado. Chamaram o dono do carro até o local, avisaram aos donos da oficina sobre o furto de energia elétrica e água e levaram todos para a delegacia. No entanto, o veículo não foi periciado ou apreendido.
FONTE: EXTRA.GLOBO.COM