Auditores fiscais ficam surpresos após Witzel criticar desempenho da receita estadual

 

Não caiu bem entre os auditores fiscais vinculados à Secretaria de Fazenda a intenção do governador Wilson Witzel de requisitar a presença de policiais e bombeiros para a atuação nas operações de fiscalização do Tesouro. Witzel lembrou do déficit fiscal do Estado e fez cobranças.

— Vou pedir um trabalho rigoroso na identificação de fiscais que não estejam trabalhando. Serão punidos e, certamente, demitidos — disse Witzel.

Como resposta, o Sindicato dos Auditores Fiscais (Sinfrerj) se disse surpreso com a posição do governador, e lembrou que entregou ofício a Witzel com sugestões para a melhora da atuação dos servidores. Os servidores lembraram que a arrecadação de janeiro deste ano deu um salto de quase 12% na comparação com 2018. Uma reunião no dia 18 com o secretário de Fazenda servirá para tratar da atuação da categoria.

FONTE: EXTRA.GLOBO.,COM